Superintendente nega que Paulo Afonso esteja em área de risco para febre amarela

0
270
A cidade de Paulo Afonso, na Bahia, não está em área de risco para a febre amarela e nem realiza campanha específica de vacinação contra a doença, segundo informou a superintendente de Vigilância em Saúde da cidade baiana, Nayara Graziella Nóbrega, na última segunda-feira (29), em entrevista ao programa A Voz dos Bairros, da Rádio Betel FM.

A declaração foi dada um dia antes de vir a público, em Alagoas, a informação de que Delmiro Gouveia, que faz divisa com Paulo Afonso, tornou-se a primeira cidade com recomendação para vacinação, justamente por ficar a apenas 40 quilômetros de distância de Paulo Afonso. A recomendação, inclusive, é para que os delmirenses que desejam viajar à cidade baiana sejam vacinados com antecedência.

Porém, em entrevista à emissora de rádio, a superintendente de Vigilância em Saúde afirmou que a cidade baiana não é considerada área de risco para a doença. Mesmo assim, outros 105 municípios da Bahia terão a vacinação intensificada.

De acordo com a superintendente, Paulo Afonso segue com a vacinação de rotina, disponibilizando as doses em todas as unidades e postos de saúde, em qualquer época do ano.

Conforme publicação do site PA4, a orientação do Ministério da Saúde é para que oito cidades baianas (Salvador; Camaçari; Candeias; Itaparica; Lauro de Freitas; Mata de São João; São Francisco do Conde e Vera Cruz) realizem campanha de vacinação no período de 19 de fevereiro a 9 de março, com doses fracionadas.

Por Ascom/Inhapi

SHARE

Comentários no Facebook